Skip to main content

Veterinário, você trabalharia de graça?

 

Vivemos uma grande polêmica nas últimas semanas sobre consultas gratuitas e auto-promoção. Felizmente, parece que isso fez nossa classe se unir, para que de fato seja valorizada como uma profissão séria. Deixo claro que também sou a favor da caridade, mas como o CRMV manifestou, que ela seja dentro de ONGs e instituições cadastradas para esse fim. E como alguns colegas manifestaram: caridade boa é aquela que você não precisa contar para ninguém que está fazendo.

E é justamente sobre esse tipo de trabalho que gostaria de falar. No artigo da segunda passada refleti sobre a empatia, como algo que o cliente valoriza e até aumenta a chance de vendermos um serviço. E uma das formas que temos de desenvolver a empatia é trabalhando de graça.

Aí você pode pensar que estou sugerindo que você grave um vídeo falando que faz consultas gratuitas, mas não é nada disso. Ao se fazer um trabalho voluntário, sem ganhar nenhum dinheiro por isso você estará praticando a empatia. Falo isso por experiência própria, mas não vou falar das minhas atividades, pois não fiz nada para me promover, mas por ser algo que eu realmente considero importante, que vai impactar a vida de outras pessoas.

Ao realizar esse tipo de trabalho duas coisas vão te incomodar: 1) “Me dedico tanto e não ganho 1 real por isso”; 2) “Ninguém reconhece o meu esforço”. Se você conseguir superar esses dois questionamentos e mantiver um trabalho de alto nível, você estará passando a um novo patamar, no qual a sua motivação para o trabalho é tão grande que dinheiro e valorização das pessoas já não importarão.

E não só abrir mão do dinheiro que é fundamental nesse caso, mas abrir mão de fazer algo que vá massagear seu ego. Eu vejo a vaidade como um dos maiores problemas, que mais impede as pessoas de crescerem. Em um trabalho voluntário você pode praticar a humildade.

E o que isso tem a ver com a nossa profissão? Tudo! Praticando isso, você pode aprender a se colocar no lugar dos clientes difíceis. Você pode valorizar mais cada membro de sua equipe. Entender que mais importante que o dinheiro são as pessoas envolvidas no negócio.

Isso faz com que a rotina seja mais leve, alegre, saudável e até mais lucrativa.

Pense nisso e inicie um serviço voluntário (pode até ser como veterinário…)!

Boa semana e sucesso!

Leave a Reply